Alunos da pós-graduação compartilham suas experiências sobre as aulas remotas

Desde março, atendendo às recomendações das autoridades para prevenção e controle da pandemia, a Faculdade Vicentina suspendeu as aulas presenciais. Em pouco tempo, a comunidade acadêmica se mobilizou e teve início o período de aulas remotas. De lá para cá, foram muitos os desafios, adaptações e aprendizados. 

Neste período, os diretores e coordenadores da FAVI estiveram à disposição dos alunos para ouvir suas demandas, dificuldades e sugestões, com o intuito de melhorar a experiência das aulas remotas. Confira alguns depoimentos de integrantes da pós-graduação.

Comentários dos alunos da pós-graduação

Ir. Jandira Maria Traczykowski, estudante do curso de Teologia Bíblica, destaca a oportunidade de viver algo novo: "Foi incrível, tudo é novidade. Nunca imaginei que iria fazer este tipo de estudo algum dia, tão bem planejado. Parabéns para quem imaginou e implantou. E deu certo. A vida é uma escola, sempre temos algo a aprender”.

“A plataforma é uma ferramenta que ajuda a entrar no clima de abertura ao mundo das tecnologias”, observa Pe. Lucimar de Assis Mendes, do curso de Aconselhamento, sobre o sistema que viabiliza que todos se encontrem virtualmente para a aula.

“Com certeza uma experiência nova, desafiadora, mas gratificante ao mesmo tempo, pela oportunidade de conhecer pessoas e ampliar conhecimentos. Sim, houve dificuldades que foram incentivadoras e, claro, com auxílio e orientação da coordenação do curso e a ajuda dos demais participantes, consegui interagir e acompanhar os conteúdos da aula proposta pelo método da plataforma Zoom”, comenta Maria Amélia do Amaral, da mesma especialização em Aconselhamento.

Para Marfiza Marcelino da Silva, a experiência também foi diferente e desafiadora. “Mas confiante em aprender, estou aberta em participar, contribuir com o melhor de mim. A paciência de todos como grupo e da organização, docentes e discentes, foi muito boa, acolhedora e participativa. Motivou, ajudou a enfrentar e fazer a experiência de dizer para mim mesma ‘Eu posso, consigo, quero e tenho potencial’. Valeu, até a próxima aula”.

Apoio mútuo

Por fim, o relato inspirador da Ir. Maria Eugenia da Silva, da pós em Aconselhamento:

“Aulas online? Plataforma? Desistir do curso? Esperar a primeira aula? Esses e outros questionamentos começaram a povoar a minha mente, e nem apenas iniciado o curso de Aconselhamento, me vi quase que obrigada a ser a minha própria conselheira, no sentido de após ter ouvido essas vozes internas, tomar distância das mesmas, respirar fundo e esperar o que viria. A resposta veio logo no primeiro encontro, quando a direção da Faculdade e os coordenadores do curso expuseram a problemática no tocante ao início das aulas, por conta da pandemia, como também, a possibilidade de enfrentarmos o desafio de iniciar o curso à distância, pela plataforma Zoom. Um primeiro encontro foi agendado para nos apropriarmos da ferramenta. Confesso que novamente o questionamento ‘desistir do curso’, veio à tona. Porém, a persistência, a paciência e o estímulo do professor Luiz, em  colocar-se à disposição para sanar as dúvidas, foram determinantes na superação das dificuldades, encarando-as e vivenciando-as como oportunidades, neste momento em que todos estamos sendo convidados a nos reinventarmos para enfrentar e superar os desafios, acreditando que ‘tudo é possível’, quando acreditamos que não estamos, e nunca estaremos, sós neste mundo, neste barco da vida. Neste contexto, me vieram fortes as palavras do Papa Francisco: ‘Não permitamos que nada e ninguém nos roube a esperança’. Sinto-me feliz em estar prosseguindo e, a cada módulo, perceber os recursos e pontos positivos desta nova modalidade”.