Banner vestibular 04

FAVI convida para Painel sobre Religiões, Educação e Sociedade

A Faculdade Vicentina (FAVI), a Educação Vicentina - Província de Curitiba e o Núcleo Ecumênico e Inter-religioso da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (NEIR - PUCPR) têm a honra de convidar para um Painel sobre Religiões, Educação e Sociedade – que será realizado no dia 2 de maio, das 19h30 às 21h30, no auditório da FAVI (entrada pela Rua dos Presbíteros, 60).

O evento é fruto de uma parceria entre as três instituições e, a partir da tríplice abordagem (religiões, educação e sociedade), foi pensado para discutir o lugar e a contribuição dos processos educacionais, sejam eles mediados pelas instituições educativas ou por outras instâncias, na interação entre as tradições religiosas e o espaço público.

Os painelistas que conduzirão a temática serão: Dr. Joachim Andrade (doutor em ciência da religião e integrante do corpo docente da FAVI) e Dr. Rudolf von Sinner (doutor em teologia e professor da PUCPR) – com a mediação do Dr. Flávio Fernando de Souza (NEIR-PUCPR/EV) e da Ir. Raquel de Fátima Colet (NEIR-PUCPR/EV).

A atividade é dedicada a professores de Ensino Religioso das instituições educativas vicentinas da Província de Curitiba, aos alunos da FAVI, aos integrantes das Casas de Formação e demais interessados no assunto. Trata-se de um momento aberto à comunidade.

Para este evento, não há necessidade de fazer inscrição. Ao final da atividade, poderá ser solicitado um certificado de participação, mediante o pagamento de uma taxa de R$ 20.

Painel2

Questões norteadoras

A reflexão situa-se em três questões principais, que tornam a temática pertinente e atual:

  • A pluralidade cultural e religiosa que caracteriza a sociedade contemporânea, e o inevitável encontro a ser assumido por essas expressões plurais, com suas possibilidades e desafios;
  • A necessidade de mediações dialógicas/pedagógicas, portanto, de processos educacionais, que atuem como movimentos integradores dessa pluralidade;
  • A ressonância e interação das experiências/tradições religiosas nas relações sociais, de modo especial, no espaço público, particularmente na ótica da liberdade religiosa e da laicidade do Estado.

Busca-se também problematizar as concepções de educação religiosa e Ensino Religioso na atual conjuntura sociocultural.