banner site

A Faculdade Vicentina convida para a segunda edição do evento Diálogos Interdisciplinares, que contará com a colaboração da Dra. Ir. Dulcelene de Fátima Ceccato (SDS), ministrando a palestra intitulada “Alteridade: outro modo de ser ou um modo de estar?”. A conferência será realizada no dia 24 de junho, das 9h30 às 12h, no Auditório da FAVI (Av. Jaime Reis, 531A).

Ir. Dulcelene é graduada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestre e doutora em Filosofia pela Pontificia Università Gregoriana de Roma, na Itália.

Toda a comunidade está convidada a participar deste diálogo sobre alteridade, trazendo seus comentários e dúvidas para partilhar. Não há necessidade de inscrição, nem taxa de entrada.

Alteridade: outro modo de ser ou um modo de estar?

Para introduzir o conteúdo que será abordado no dia 24 de junho, a palestrante enviou o seguinte texto. Confira:

“O título é uma provocação a pensarmos diversamente. De uma parte, a problemática que engloba o termo ‘alteridade’, foi trazida à tona pelo filósofo lituano e naturalizado francês, Emmanuel Lévinas (1906-1995). Ele questionou o ponto de partida da filosofia da tradição, o ser, e argumentou que a ética seria a filosofia primeira, ou seja, uma relação. Por outra parte, a pergunta se a alteridade é um “modo de estar”, refere-se ao pensamento do filósofo argentino Rodolfo Kusch (1922-1979), que propôs um outro verbo filosófico, o estar, e argumentou que ele é relacional e é o verbo do continente americano. Na era de relações humanas globalmente conectadas, mas paradoxalmente fragmentadas e plenas de tensões e polarizações, abre-se para a filosofia a urgência de pensar essa situação hermenêutica desde um ponto de partida que não seja, de imediato, intencional, mas ético. Isso requer um operar não na pura razão argumentativa fundada no ser, mas numa lógica relacional ou poli-lógica. Talvez, Lévinas e Kusch possam nos inspirar na continuidade dessa reflexão”.

alteridade


Concurso de poesia

Neste dia da palestra, também será lançado o Concurso de Poesia 2019, com o tema: “Alteridade: o reconhecimento do outro”, de autoria do professor Edimar Brígido, integrante do corpo docente da FAVI. Em breve, serão divulgadas mais informações.

No dia 29 de maio de 2019, o auditório da Faculdade Vicentina sediou a primeira edição do evento Diálogos Interdisciplinares, uma iniciativa proposta pelos alunos e organizada com o apoio do Diretório Acadêmico e da direção. A inauguração deste projeto interdisciplinar contou com a palestra do professor Naim Akel Filho, sobre “Fundamentos da Neurociência”.

Neurociencia 2No início da atividade, professor Luiz Balsan, coordenador da graduação em Filosofia e de cursos de pós-graduação da FAVI, falou um pouco sobre os diferentes enfoques de diversas ciências e do grande esforço que as une: compreender o ser humano. “Hoje, muitas ciências buscam se aproximar também da Neurociência e, a partir deste aprendizado, reelaborar seus conhecimentos, ir além”, observou.

Graduado em Psicologia, mestre em Educação, integrante do corpo docente da Pontifícia Universidade Católica do Paraná e colaborador da pós-graduação da FAVI, professor Naim conduziu uma manhã cheia de interação, respondendo às dúvidas e contribuições dos presentes. Também agradeceu pela oportunidade de divulgar a Neurociência, campo interdisciplinar que trouxe a necessidade de atualização de algumas teorias e ajudou a confirmar outras.

“A Neurociência é uma ciência nova que é resultado de muitos séculos de estudo. (...) As descobertas que começaram no final do século XX formaram uma década de ouro para as ciências do comportamento, trouxeram a luz”, expôs o palestrante. “A última fronteira, que é o cérebro, está sendo desvendada”, afirmou.

Além de apresentar um histórico sobre a Neurociência, recordando que antigamente não havia equipamentos e métodos suficientes para estudar o cérebro mais profundamente, professor Naim também conversou com o público sobre as atribuições das diferentes partes do cérebro, reações fisiológicas decorrentes de comandos cerebrais, alguns comportamentos patológicos, a capacidade de adaptação do ser humano, entre outros aspectos que despertaram o interesse da plateia.

Veja mais fotos na página da FAVI no Facebook.

 

Fotos: Geovanni C. De Luca

O papel do leigo na Igreja: este foi o tema da entrevista concedida pelo Pe. Joélcio Saibot no dia 9 de maio de 2019, durante o programa Tarde em Família, da Rádio Evangelizar AM, apresentado pela jornalista Milena Paula Stella.

Pe. Joélcio é integrante da Direção Acadêmica da Faculdade Vicentina, membro da Congregação da Missão Província do Sul e pároco da Paróquia Nossa Senhora da Anunciação (Colônia Dom Pedro II - Campo Largo). Em sua fala, ele abordou a necessidade de leigos e religiosos atuarem juntos e enfatizou a importância de dar o melhor de si.

Ao final da entrevista, Pe. Joélcio apresentou, ainda, o curso de pós-graduação em Gestão de Instituições Sociais e Obras Religiosas, da FAVI, como uma oportunidade para leigos e religiosos se aperfeiçoarem, se prepararem e se apoiarem diante dos desafios que os tempos atuais apresentam.

Clique aqui para ouvir o áudio da entrevista, cedido pela Rádio Evangelizar AM.

A Faculdade Vicentina tem a alegria de informar que está confirmada a abertura de turma do novo curso de pós-graduação em Gestão de Instituições Sociais e Obras Religiosas.

Em virtude da realização do Seminário de Formação Administrativo/Econômico para Organizações Religiosas, promovido pela Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional Curitiba, nos dias 16 e 17 de maio, o início da pós-graduação foi alterado, para que os alunos que desejarem possam participar do evento, sem perder aula.

Deste modo, as aulas começarão oficialmente no mês de junho de 2019, nos dias 14 (sexta) e 15 (sábado).

Ainda dá tempo de se inscrever. Clique aqui e saiba mais sobre o curso.

 

whatsapp pos graduacao gestao Prancheta 1 versao 2

Chapa eleita 1Com a presença do Pe. Ilson Hübner (diretor geral), de professores e estudantes, a chapa Kairós deu início ao seu mandato no Diretório Acadêmico da Faculdade Vicentina (DA-FAVI), na manhã desta segunda-feira (27 de maio). A cerimônia de posse aconteceu no auditório da faculdade.

Na ocasião, a chave da sala do Diretório Acadêmico foi entregue ao presidente empossado. E o novo secretário recebeu o Livro Ata.

A eleição foi realizada no dia 20 de maio, durante o intervalo das aulas. A convocação foi feita pelo Conselho de Representantes de Turma da FAVI, que se encarregou de todo processo eleitoral.

Confira quem são os oito alunos que compõem a primeira chapa eleita para o Diretório Acadêmico:

Chapa Kairós

Presidente: Icson Rodrigo Gentek (1º ano de Filosofia)
Vice-Presidente: Jhordan Gularte (2º ano de Filosofia)
1º Tesoureiro: Lucas de Oliveira da Fonseca (3º ano de Filosofia)
2º Tesoureiro: Rafael Cordeiro (1º ano de Filosofia)
1º Secretário: Celso Luiz Dias do Nascimento (1º ano de Filosofia)
2º Secretário: Geovanni Castelli De Luca (2º ano de Teologia)
1º Conselheiro: Giuliano Cesar da Rosa (Propedêutico)
2º Conselheiro: Matheus Henrique Costa Silva (2º ano de Filosofia)

Chapa eleita 3A chapa anterior representava o Centro Acadêmico de Filosofia da Faculdade Vicentina (CAVIF), que agora foi extinto. O grupo que encerrou seu mandato neste ano foi responsável pela elaboração, votação e aprovação do Estatuto do Diretório Acadêmico da Faculdade Vicentina.

Fotos: Diego Costa Azevedo

Com a finalidade de ampliar a oferta de cursos e o alcance geográfico destas oportunidades, a Faculdade Vicentina e a Faculdade de Pinhais firmaram um acordo educacional que beneficiará alunos, professores e a comunidade. O protocolo de cooperação, que agregará projetos ao longo dos próximos meses, foi assinado na tarde do dia 2 de maio de 2019, na sala de reuniões da FAVI, localizada no bairro São Francisco, em Curitiba.

No encontro que oficializou a parceria, Pe. Ilson Luís Hubner (diretor geral da FAVI) e Pe. Edson Friedrichsen (diretor financeiro) ressaltaram a trajetória das instituições, entre conquistas e desafios, e a importância de buscar novos caminhos para crescer e fortalecer o trabalho que vem sendo feito. Também estava presente o Pe. Odair Miguel Gonsalves dos Santos (Visitador Provincial da Congregação da Missão - Província do Sul), demonstrando o total apoio da mantenedora da Faculdade Vicentina.

FAVI FAPI 2“Estamos muito felizes com esta parceria. Desde o início de nossos contatos, foi um processo realizado com muita tranquilidade, pautado em um jeito responsável de trabalho, respeitando cada etapa”, afirmou Fabiula Schmidt (diretora geral da Faculdade de Pinhais), que enfatizou a necessidade de uma postura de proatividade e inovação nos dias atuais. “Parcerias são sempre muito bem-vindas, principalmente quando encontramos pessoas com o mesmo objetivo, comprometidas com uma educação íntegra e de qualidade”, destacou Salette Silveira Azevedo, diretora acadêmica da FAPI.

Durante o encontro, os participantes conversaram, ainda, a respeito das expectativas para os próximos anos e alternativas baseadas em novas modalidades de ensino.

Painel Temático 2Na noite da última quinta-feira, 2 de maio de 2019, o auditório da Faculdade Vicentina sediou um painel temático sobre Religiões, Educação e Sociedade – uma iniciativa da FAVI, da Educação Vicentina - Província de Curitiba e do Núcleo Ecumênico e Inter-religioso da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (NEIR - PUCPR).

Na abertura do encontro, Pe. Ilson Luís Hübner, diretor geral da FAVI, destacou a importância do diálogo: “Nós, como vicentinos, temos que contribuir para a formação de novas gerações capazes de dialogar e conviver com o diferente”.

Dr. Joachim Andrade (doutor em ciência da religião e integrante do corpo docente da FAVI) e Dr. Rudolf von Sinner (doutor em teologia e professor da PUCPR) foram os painelistas da noite – com a mediação da Ir. Raquel de Fátima Colet (NEIR-PUCPR/EV) e do Dr. Flávio Fernando de Souza (NEIR-PUCPR/EV).

Em sua fala, professor Joachim explanou sobre diferentes tradições religiosas, a percepção do outro e o papel educativo da dimensão de inteligência emocional.

Professor Rudolf apresentou uma análise crítica da presença das religiões no espaço público e ressaltou a importância de uma postura acolhedora em relação ao diferente, sem exclusão de quem não compartilha das mesmas bases de fé.

Com perguntas de participantes que estavam assistindo ao painel, os convidados refletiram também sobre os desafios na área da educação e caminhos para o ensino religioso nas escolas, bem como seu potencial de contribuição no fortalecimento do respeito à pluralidade intrínseca aos dias atuais.

Painel Temático 3“Podemos assumir uma postura de dever de conviver com outro, com o diferente. Ou podemos reconhecer a graça de conviver e aprender com o outro. A nossa fé é uma fé dialógica. Nenhuma experiência inibe ou supera a outra”, concluiu Ir. Raquel.

Ao final da atividade, Pe. Joachim, que tem origem indiana, convidou a todos a participarem de uma experiência cultural e espiritual, por meio de uma dança circular sagrada.

Veja mais fotos e informações no site da Educação Vicentina. E no Facebook da FAVI.

Mais Artigos...