Para muitas pessoas, o distanciamento social trazido pela pandemia impulsionou um período de muitas reflexões sobre o mundo ao nosso redor, espiritualidade e missão de vida. E os livros têm sido grandes aliados para esse momento.

Confira cinco dicas de leitura, a partir de resenhas escritas pelo Pe. Eliseu Wisniewski – mestre em Teologia, integrante da Congregação da Missão Província do Sul e do corpo docente da graduação em Teologia da Faculdade Vicentina. 

1) Mística e Testemunho em Koinonia

A primeira recomendação é o livro "Mística e Testemunho em koinonia. A inspiração que vem do martírio de duas comunidades do século XX", de Maria Clara Lucchetti Bingemer – professora titular do departamento de Teologia da PUC-Rio, vice-presidente da SOTER (Sociedade de Teologia e Ciências da Religião) e presidente da ALALITE (Associación Latinoamericana de Literatura y Teologia).

"Tibhirine e UCA mostram pelo seu testemunho que o importante não é a inexistência de conflitos, e sim o modo como são enfrentados e nisto se mede o espírito evangélico. Este livro torna-se fonte imprescindível para leitores que buscam uma primeira aproximação com essas duas comunidades e fonte de informação para aqueles que se dedicam no estudo e no aprofundamento da mística, da mística inter-religiosa e da oração conjugada com a ação", escreve Pe. Eliseu. 

>>> Clique aqui para ler o texto na íntegra. 

2) Abraçar o futuro com esperança

A segunda dica é a obra “Abraçar o futuro com esperança. O amanhã da vida consagrada”, de Pe. Amedeo Cencini – canossiano, psicólogo e psicoterapeuta, um dos mais famosos formadores italianos. 

"A vida consagrada é desafiada a superar a ‘utopia retroativa’, uma vez que esse ‘olhar retrotópico não nos permite ir em frente, exatamente porque voltado para trás, comprometido numa comparação certamente perdedora e talvez com a ilusão de restabelecer um passado que não existe mais, mas que exerce uma notável atração em tempos de desorientação como os nossos’", apresenta a análise do Pe. Eliseu.

>>> Leia aqui a resenha completa.

3) Meus queridos amigos

No livro “Meus queridos amigos”, a jornalista Tereza Rozowykwiat apresenta uma seleção de crônicas de Dom Helder Câmara, veiculadas no programa “Um olhar sobre a cidade”, da Rádio Olinda. 

Segundo Pe. Eliseu, trata-se de uma excelente obra para quem deseja conhecer um pouco mais da personalidade de Dom Helder Câmara. “A partir da própria vida, ele soube mostrar como conciliar fé e política, igreja e sociedade, firmeza e ternura. Entendeu muito bem a dinâmica do Reino de Deus acontecendo como fermento agindo na massa, como a semente que cresce em meio ao joio e ao trigo. O leitor encontrará, nesta obra, uma apresentação, simples e profunda, das múltiplas facetas do arcebispo de Olinda e Recife. Com sua liberdade interior, Dom Helder tem muito a nos ensinar, com sua vida e com seus gestos corajosos e proféticos, em vista de uma Igreja misericordiosa e samaritana”.

>>> Acesse o texto aqui.

4) Deuteronômio: Escuta Israel

"Deuteronômio: Escuta Israel", de Pe. Johan Konings e Ir. Zuleica Aparecido Silvano (ambos doutores em Teologia), é a quarta dica desta lista. 

"Neste ano de 2020 as nossas atenções se voltam para o Livro do Deuteronômio. É um dos livros mais importantes do Antigo Testamento, por suas inúmeras citações nos outros livros na Bíblia Hebraica e no Novo Testamento. Deuteronômio se impôs como referência na teologia cristã por ser citado na pergunta a respeito do maior mandamento: ‘Escuta, Israel, o Senhor nosso Deus é Um, e amarás o Senhor nosso Deus de todo o teu coração’”, comenta Pe. Eliseu.

>>> Leia aqui a resenha

5) A clausura no centro do mundo

A quinta recomendação de leitura é o livro “Thomas Merton. A clausura no centro do mundo”, organizado por Maria Clara Bingemer – professora titular do Departamento de Teologia da PUC-RJ e coordenadora da Cátedra Carlo Maria Martini da mesma universidade.

Pe. Eliseu destaca: "Thomas Merton é considerado o autor católico norte-americano mais influente do século XX e uma grande referência para a mística cristã. Suas temáticas são variadas e abrangem temas da vida contemplativa à abertura ao mundo da diferença. Evidenciar sua trajetória de vida, seu legado e sua atualidade é o que pretende o livro organizado por Maria Clara Bingemer. Estamos, sem dúvida, diante de uma obra fundamental para compreendê-lo. Os capítulos que compõem este livro - escrito por pesquisadores distintos, oferece excelentes reflexões para quem desejar conhecê-lo e aprofundar temáticas a seu respeito". 

>>> Acesse a resenha completa.

A equipe organizadora do XLI Simpósio de Filosofia e do VII Simpósio de Teologia da Faculdade Vicentina agradece a participação da comunidade acadêmica na votação para escolha do tema, encerrada nesta terça-feira, 19 de agosto.

Com 33,33% dos votos, a opção ganhadora foi: “Fé e saber: o humano e o divino na sociedade secularizada”.

O evento será realizado no mês de outubro. Mais informações serão divulgadas em breve. Continue acompanhando o site e a página da FAVI no Facebook

Resultado da votação Simpósio 2020

"Em tempos de enfrentamento da pandemia desencadeada pela Covid-19, reflexões de qualidade são fundamentais. Isso porque os significados desse grande impacto são muitos, como são muitos os desafios que se colocaram desde a proliferação do vírus e que acompanharam os tempos pós-pandemia", afirma Pe. Eliseu Wisniewski, integrante da Congregação da Missão Província do Sul e do corpo docente da graduação em Teologia da Faculdade Vicentina.

O comentário faz parte da resenha que ele escreveu sobre o livro A pandemia do coronavírus. Onde estivemos? Para onde vamos?, organizado por João Décio Passos, doutor em Ciências Sociais, Mestre em Teologia e em Ciências da Religião.

A obra foi publicada recentemente pela Editora Paulinas. 

>>> Leia a resenha completa.

Foto: Unsplash - @joephotography

O contexto de transformações aceleradas é uma marca de nossos tempos. E a área dos estudos teológicos também têm olhado para esta realidade dentro da Igreja. 

Para aprofundar as reflexões nesse sentido, Pe. Eliseu Wisniewski – integrante da Congregação da Missão Província do Sul e do corpo docente da graduação em Teologia da Faculdade Vicentina – compartilha conosco uma resenha sobre o livro Renovar toda a Igreja no Evangelho. Desafios e perspectivas para a conversão pastoral na Igreja.

A obra é de autoria do Prof. Pe. Francisco de Aquino Junior, doutor em teologia pela Westfälische Wilhelms-Universität de Münster (Alemanha). Foi publicada pela Editora Santuário em 2019. 

"O longo passado da Igreja nos ensina que as renovações eclesiais sempre foram tempos agitados por atingirem mentalidades e comportamentos. A renovação é incômoda, traz inseguranças, questiona hábitos passados, compreensões tradicionais, formulações familiares, concepções estáticas de Igreja. Traz por isso resistências. Mas, contudo, entretanto, todavia, sem embargo as renovações sempre acompanharam a Igreja no curso dos séculos", destaca Pe. Eliseu Wisniewski.

>>> Acesse o artigo completo aqui.

Com o intuito de continuar seguindo as medidas preventivas recomendadas durante a pandemia e melhor atender à comunidade acadêmica, a direção da Faculdade Vicentina estabeleceu datas e horários de atendimento na biblioteca da Instituição.

O atendimento será realizado quinzenalmente, nas tardes de quarta-feira, das 14h às 15h30.

Confira os dias estabelecidos para os próximos meses:

  • Agosto – dias 05 e 19;
  • Setembro – dias 02, 16 e 30;
  • Outubro – dias 14 e 28;
  • Novembro – dias 11 e 25;
  • Dezembro – dia 02. 

Para mais informações, entre em contato pelo telefone fixo ou WhatsApp, pelo número (41) 3222-7716.

A sexta edição do evento Diálogos Interdisciplinares, promovido pela Faculdade Vicentina, trouxe para a reflexão uma das questões mais discutidas e pensadas em tempos de quarentena. 

“E agora educação? O novo perfil em tempos de pandemia” foi o tema da conversa conduzida pela professora Jaqueline Puquevis de Souza (psicóloga, professora universitária e mestre em Educação) e mediada pelo Pe. Joélcio Saibot, diretor de ensino da FAVI.

Em sua apresentação, a palestrante explanou sobre os sentimentos despertados pelas mudanças geradas pela pandemia do coronavírus, características e aprendizados dessa nova rotina de estudos. 

Também abordou os efeitos psicológicos na história das pandemias, demandas de aprendizagem que emergiram e aspectos que vêm sendo desenvolvidos nesse momento de “redesenho da educação” – entre eles os conceitos de autonomia, identidade, suporte social, além de habilidades técnicas, instrumentais, sociais e afetivas. 

Conteúdo em vídeo

Confira a gravação do evento e compartilhe com colegas  – alunos, professores, pais – que estão passando pelo mesmo momento de adaptação:



>>> Faça sua inscrição no canal da FAVI no Youtube, ative as notificações e acompanhe os próximos eventos.

Ao novo que já é realidade 

Ao iniciarmos este novo semestre de atividades educativas, queremos, como Faculdade Vicentina, acolher a todos que caminham com a Instituição na busca do crescimento do saber.  Estamos nos adequando a nova realidade que, aos poucos, vai tomando conta de nossa cotidianidade, alinhando nossa vida, definindo caminhadas, provocando novas metodologias e novos desafios que fazem nossa vida tomar sentido e gosto de ser vivida.

Estamos desejosos de retomar nossas atividades de modo presencial, mas ainda não nos é possível. Mesmo distantes fisicamente, vamos nos aproximar e construir nossa comunidade acadêmica por meio das plataformas digitais que já estão sendo usadas, para nos prepararmos e qualificarmos a viver o que nos propomos como sujeitos sociais e de fé.

Essa nova realidade exige de cada um de nós abertura, dinamismo, criatividade. E nos desafia a viver e ser em um contexto desconhecido, mas amplo e cheio de oportunidades. Precisamos aprender a acolher e fazer deste novo mundo o nosso mundo. 

Por isso, nos propomos mais uma vez, como Instituição, a oferecer o que se tem de melhor para que cada um possa aproveitar, deste tempo único de formação acadêmica, o conhecimento não somente teórico, mas principalmente aquele que nos ajuda a sermos melhores para com o outro e para com a criação. 

Este ano entra em nossa história de vida como um ano de profundas renovações. Um ano no qual fomos desafiados a nos reinventar e seguir buscando respostas, nem sempre fáceis e rápidas. Mas, seguramente, o importante é buscar. É nesta busca constante de dar respostas que nós, como Faculdade Vicentina, nos encontramos e nos movemos, nos abrimos a novos horizontes, a vencer novos desafios. Nunca sozinhos, sempre como comunidade acadêmica, no diálogo, na acolhida, na partilha de experiências. 

A alegria no recomeço deste semestre nos motiva a olhar com esperança o dia de amanhã. Vamos juntos nesta caminhada, em que o conhecimento se constrói a muitas mãos. Que possamos compartilhar, neste novo período letivo, nossas experiências, anseios, projetos. E, assim, termos a satisfação de colher os frutos de nossa dedicação e abertura ao novo que se apresenta como espaço desafiador e cheio de possibilidades. 

Façamos deste novo tempo o nosso tempo de construir novos hábitos, sonhos e projetos. Fazendo deste novo, um novo modo de viver e construir uma sociedade fundada nos valores do Reino de Deus.

Pe. Ilson Luís Hübner
Diretor geral

Mais Artigos...