O Diretório Acadêmico e a direção da Faculdade Vicentina convidam para a Festa Junina que será realizada no dia 28 de junho de 2019, a partir das 19h30, no Auditório da FAVI. O convite se estende a todos os alunos e professores, bem como ao público externo. 

Para participar deste momento de confraternização, basta informar seu nome para um dos integrantes do DA-FAVI ou para a Secretaria, pelo telefone (41) 3222-7716. 

Para incentivar a integração e a colaboração, pede-se também que cada participante traga algo para partilhar (bolo, doces diversos, bebidas, etc.). A Secretaria tem uma lista dos itens que serão levados.

Sua presença trará muita alegria para a nossa festa!

Serviço
Festa Junina da Faculdade Vicentina
Data: 28 de junho de 2019
Horário: 19h30
Local: Auditório da FAVI (acesso pela Rua dos Presbíteros, 60).

A Faculdade Vicentina convida para a segunda edição do evento Diálogos Interdisciplinares, que contará com a colaboração da Dra. Ir. Dulcelene de Fátima Ceccato (SDS), ministrando a palestra intitulada “Alteridade: outro modo de ser ou um modo de estar?”. A conferência será realizada no dia 24 de junho, das 9h30 às 12h, no Auditório da FAVI (Av. Jaime Reis, 531A).

Ir. Dulcelene é graduada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestre e doutora em Filosofia pela Pontificia Università Gregoriana de Roma, na Itália.

Toda a comunidade está convidada a participar deste diálogo sobre alteridade, trazendo seus comentários e dúvidas para partilhar. Não há necessidade de inscrição, nem taxa de entrada.

Alteridade: outro modo de ser ou um modo de estar?

Para introduzir o conteúdo que será abordado no dia 24 de junho, a palestrante enviou o seguinte texto. Confira:

“O título é uma provocação a pensarmos diversamente. De uma parte, a problemática que engloba o termo ‘alteridade’, foi trazida à tona pelo filósofo lituano e naturalizado francês, Emmanuel Lévinas (1906-1995). Ele questionou o ponto de partida da filosofia da tradição, o ser, e argumentou que a ética seria a filosofia primeira, ou seja, uma relação. Por outra parte, a pergunta se a alteridade é um “modo de estar”, refere-se ao pensamento do filósofo argentino Rodolfo Kusch (1922-1979), que propôs um outro verbo filosófico, o estar, e argumentou que ele é relacional e é o verbo do continente americano. Na era de relações humanas globalmente conectadas, mas paradoxalmente fragmentadas e plenas de tensões e polarizações, abre-se para a filosofia a urgência de pensar essa situação hermenêutica desde um ponto de partida que não seja, de imediato, intencional, mas ético. Isso requer um operar não na pura razão argumentativa fundada no ser, mas numa lógica relacional ou poli-lógica. Talvez, Lévinas e Kusch possam nos inspirar na continuidade dessa reflexão”.

alteridade


Concurso de poesia

Neste dia da palestra, também será lançado o Concurso de Poesia 2019, com o tema: “Alteridade: o reconhecimento do outro”, de autoria do professor Edimar Brígido, integrante do corpo docente da FAVI. Em breve, serão divulgadas mais informações.

A Direção da Faculdade Vicentina informa que, devido a um acidente externo que causou o rompimento dos cabos, a instituição ficou alguns dias sem o funcionamento do telefone. A FAVI pede desculpas para as pessoas que porventura tenham ligado e não foram atendidas. A manutenção já foi realizada e o sistema voltou ao normal.

Agradecemos pela compreensão.

Curitiba, 2 de maio de 2019.

Foto: Freepik

 

“Por que procurais Aquele que vive entre os mortos? Ele não está aqui; ressuscitou!” (Lucas 24, 5-6).

Celebrar a Páscoa é rememorar a centralidade de nossa fé, que se torna palpável e visível no amor vivenciado por cada um de nós, seus seguidores.

Vivemos um tempo no qual somos chamados a cultivar a unidade, a paciência, o amor; a acolher o diferente, o estrangeiro que bate em nossa porta. Tempos em que a Palavra nos interpela a sair de nossos comodismos e partir em busca do outro, nos tornando sensíveis às suas reais necessidades básicas, olhando para além de nosso quintal da fé.

Celebrar a Semana Santa é nos permitir caminhar com o Nazareno rumo a Jerusalém, cientes dos riscos e perigos que nos aguardam. Mas, ao mesmo tempo, felizes por nos reconhecermos como discípulos e companheiros Daquele que se fez humano para nos mostrar como devemos viver nossa humanidade. Uma humanidade que se torna plena quando somos capazes de dizer como Paulo: “Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gálatas 2,20).

Assumir a possibilidade da cruz é ter a consciência de que somente podemos experimentá-la no amor. A cruz é sinal pleno do amor de Deus, que permite a morte do Filho, mostrando com seu gesto que doar a nossa vida é o único caminho para podermos experimentar a Ressurreição.

Procurar o Ressuscitado foi o grande desafio dos seus primeiros seguidores, descobrir sua presença constante no caminhar, sua força e vitalidade diante dos desafios. Assumir a novidade da missão, pela graça do Espírito doado, fez com que a comunidade pudesse participar da alegria da Ressurreição e viver um novo tempo, agora plenificado, cheio, embebido no amor e na graça.

Somos, hoje, também convidados a descobrir o Ressuscitado que passa no nosso meio, com tantos rostos e formas diferentes, que nos interpela a sair, a partir, a olhar para além das nossas necessidades. Deixar-se tocar pelo Ressuscitado é correr o risco de não poder olhar para trás, mas de viver com urgência a conversão exigida por Aquele que nos deu sua vida.

Que esta Semana Santa nos toque o coração e que a vivamos com a possibilidade e o risco feliz de ressuscitar com, por, e em Jesus de Nazaré, O Cristo.

Desejamos a todos uma ótima caminhada nesta Semana Santa e que o Domingo da Ressurreição nos envie a sermos felizes testemunhas de tudo que vimos, ouvimos e vivemos em nossa Jerusalém.

Feliz Páscoa!

Pe. Ilson Luís Hübner
Diretor geral

 

*Em virtude da Semana Santa, a Faculdade Vicentina estará em recesso acadêmico e administrativo de 15 a 22 de abril, com retomada das atividades no dia 23. Quem precisar falar conosco neste período, pode enviar sua mensagem para o e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Atendendo a uma sugestão dos alunos, a direção e a equipe acadêmica da Faculdade Vicentina promovem a primeira edição do evento Diálogos Interdisciplinares. A atividade será realizada no dia 29 de maio, das 9h30 às 12h, no auditório da FAVI (Av. Jaime Reis, 531A). Trata-se de uma manhã formativa para todas as turmas e aberta à comunidade – uma iniciativa que se repetirá mais vezes, ao longo do ano.

Para inaugurar este projeto interdisciplinar, o professor Naim Akel Filho foi convidado para falar sobre “Fundamentos da Neurociência”. Ele é graduado em Psicologia, mestre em Educação e professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

“A Neurociência é o campo interdisciplinar consolidado na última década do século XX, a chamada ‘década do cérebro’. Os conhecimentos emanados deste campo revolucionaram as abordagens ao ser humano, em todas as fases de sua vida e em todas as esferas de seu comportamento”, explica prof. Naim.

Em sua fala, serão abordados os seguintes tópicos: descrição do desenvolvimento histórico da Neurociência, conhecimentos básicos sobre o cérebro e seu funcionamento, bases biológicas dos comportamentos normais e patológicos, e maneiras científicas de compreensão do fenômeno humano.

Toda a comunidade está convidada a participar deste diálogo, trazendo suas experiências e dúvidas para partilhar. Não há necessidade de inscrição, nem taxa de entrada.

dialogos interdisciplinares neurociencia

A Faculdade Vicentina (FAVI), a Educação Vicentina - Província de Curitiba e o Núcleo Ecumênico e Inter-religioso da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (NEIR - PUCPR) têm a honra de convidar para um Painel sobre Religiões, Educação e Sociedade – que será realizado no dia 2 de maio, das 19h30 às 21h30, no auditório da FAVI (entrada pela Rua dos Presbíteros, 60).

O evento é fruto de uma parceria entre as três instituições e, a partir da tríplice abordagem (religiões, educação e sociedade), foi pensado para discutir o lugar e a contribuição dos processos educacionais, sejam eles mediados pelas instituições educativas ou por outras instâncias, na interação entre as tradições religiosas e o espaço público.

Os painelistas que conduzirão a temática serão: Dr. Joachim Andrade (doutor em ciência da religião e integrante do corpo docente da FAVI) e Dr. Rudolf von Sinner (doutor em teologia e professor da PUCPR) – com a mediação do Dr. Flávio Fernando de Souza (NEIR-PUCPR/EV) e da Ir. Raquel de Fátima Colet (NEIR-PUCPR/EV).

A atividade é dedicada a professores de Ensino Religioso das instituições educativas vicentinas da Província de Curitiba, aos alunos da FAVI, aos integrantes das Casas de Formação e demais interessados no assunto. Trata-se de um momento aberto à comunidade.

Para este evento, não há necessidade de fazer inscrição. Ao final da atividade, poderá ser solicitado um certificado de participação, mediante o pagamento de uma taxa de R$ 20.

Painel2

Questões norteadoras

A reflexão situa-se em três questões principais, que tornam a temática pertinente e atual:

  • A pluralidade cultural e religiosa que caracteriza a sociedade contemporânea, e o inevitável encontro a ser assumido por essas expressões plurais, com suas possibilidades e desafios;
  • A necessidade de mediações dialógicas/pedagógicas, portanto, de processos educacionais, que atuem como movimentos integradores dessa pluralidade;
  • A ressonância e interação das experiências/tradições religiosas nas relações sociais, de modo especial, no espaço público, particularmente na ótica da liberdade religiosa e da laicidade do Estado.

Busca-se também problematizar as concepções de educação religiosa e Ensino Religioso na atual conjuntura sociocultural.

A Campanha da Fraternidade 2019 tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas”, complementado pelo lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27). Neste ano, o objetivo é estimular a população a se envolver mais na formulação de políticas públicas, principalmente em defesa dos mais necessitados. A campanha foi lançada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no dia 6 de março, Quarta-feira de Cinzas.

Prof. MatthiasPara aprofundamento desta temática, a Faculdade Vicentina convida a todos para um momento de estudo e reflexão, assessorado pelo professor Dr. Matthias Grenzer, um dos principais autores do texto-base da campanha. Cada participante pode escolher entre duas opções de data:

  • 27/03 (quarta-feira) - 19h30 às 22h - Fala para a comunidade em geral (200 vagas).
  • 28/03 (quinta-feira) - 7h30 às 12h - Fala para alunos, professores e comunidade em geral (100 vagas).

As atividades serão realizadas no auditório da Faculdade Vicentina (Av. Jaime Reis, 531A). Estão sendo organizadas pela FAVI, com o apoio das Livrarias Paulinas.

A inscrição é gratuita, mas precisa ser feita antecipadamente, pois as vagas são limitadas. Os participantes que desejarem emissão de certificado (de quatro horas por palestra), poderão solicitá-los à Secretaria da FAVI, mediante pagamento de uma taxa de R$ 10.

Para mais informações, entrar em contato pelo telefone (41) 3222-7716 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

>>> FAÇA SUA INSCRIÇÃO PARA A PALESTRA DO DIA 27/03 

>>> FAÇA SUA INSCRIÇÃO PARA A PALESTRA DO DIA 28/03  


Sobre o palestrante

Professor Matthias é considerado um dos principais biblistas em atuação no Brasil. Possui Bacharelado em Teologia pelo Sankt Georgen Graduate School of Philosophy and Theology, em Frankfurt (Alemanha); Mestrado em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP); Doutorado em Teologia pela mesma instituição alemã da graduação; e Pós-doutorado em Teologia pela PUC-Rio. Atualmente, além da docência, atua como coordenador dos programas de pós-graduação stricto sensu da PUC-SP e colaborador dos cursos de pós-graduação da Faculdade Vicentina, em Curitiba (PR).

 

>>> Leia mais: Aprofundamento bíblico: o que o professor Matthias Grenzer abordará nas palestras sobre a CF 2019

Arte Campanha Fraternidade Prof. Matthias

Mais Artigos...