Aconteceu, nesta quarta-feira (21 de março de 2018), o tradicional passeio de confraternização promovido pelo Centro Acadêmico Vicentino de Filosofia (CAVIF). O dia de convivência organizado pelos alunos, neste ano, foi realizado na Estância Hidromineral de Ouro Fino – área de preservação ambiental com cerca de 600 mil metros quadrados, localizada em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba.  

“Com a participação da direção da faculdade, de professores, dos discentes do curso de Teologia e do Propedêutico, o dia se apresentou como excelente oportunidade de integração e delicioso contato com a natureza. A chuva e a temperatura relativamente baixa não impediram aos mais corajosos de arriscar um banho nas águas quase geladas da piscina. Os passeios pelas trilhas, uma conversa agradável e descontraída, um jogo de truco ou de dominó acompanharam foram ótimas opções para todos”, conta o professor Luiz Balsan, coordenador do curso de Filosofia da FAVI.

Além da excelência acadêmica, a Faculdade Vicentina preza pela promoção integral do ser humano, pela valorização das relações e pela alegria no desenvolvimento de sua missão. Por isso, o passeio foi um momento de união e de fortalecimento destes aspectos.

Fotos: Geovanni C. De Luca

Com a presença de professores, alunos e convidados, o auditório da Faculdade Vicentina sediou nesta sexta-feira (16 de março), o primeiro Café Filosófico de 2018, com o lançamento do livro Wittgenstein: a ética e a constituição do gênio, de Bortolo Valle e Edimar Brígido. Doutores em filosofia e integrantes do corpo docente da FAVI, os autores escolheram a instituição para a primeira apresentação pública da obra e ressaltaram que os alunos são a razão dela existir.

“Que bom estarmos reunidos para este momento de valorização do pensar. Que este livro possa lançar, para nós, novos questionamentos, provocações e conhecimento”, disse o reitor Pe. Ilson Luís Hübner, na abertura do evento.

Em sua fala, Bortolo destacou o histórico que precedeu este momento tão importante, recordando os tempos em que Edimar foi seu aluno na graduação e seu orientando de mestrado e doutorado (no qual foi desenvolvida a pesquisa que originou este livro). E como surgiu o interesse pelos estudos do filósofo austríaco Ludwig Joseph Johann Wittgenstein, considerado um dos principais pensadores do século XX – e também um dos mais herméticos. “Este livro possibilita o acesso a uma parte da obra de Wittgenstein, para que mesmo alguém que não conheça o autor possa compreender e se encantar. É uma obra de esclarecimento, sem ser superficial. Densa, profunda, mas que pode ser lida e compreendida”, afirmou o professor.

Edimar também ressaltou a importância das conversas, dos debates, das leituras compartilhadas e da amizade construída com seu orientador, e hoje colega de profissão, ao longo desta trajetória. “A ética hoje é um assunto urgente, um dos mais necessários de se discutir na atualidade. Porque não basta para a filosofia discutir temas desconectados com a realidade social. (...) Este livro não fala de uma teoria sobre a ética. Preocupa-se com a vida ética. Foi escrito para o homem do século XXI. E abre muitas possibilidades para discussão. Wittgenstein sugere um caminho, mas quem vai seguir ou não é o sujeito”, completou.

Edimar explicou, ainda, que a genialidade não é um atributo dado a nós pela natureza, pois isso seria injusto. Ela é construída, faz parte de um processo. “O gênio não nasce pronto, ele ‘torna-se’. Gênio nada mais é do que o homem que tomou consciência de si mesmo, que entendeu que a vida vai além de si e conseguiu tornar o mundo ao seu redor melhor”.  

João Victor Ponciano e Douglas da Silva, alunos do 3º ano do curso de Filosofia, completaram a mesa de discussão e, após a apresentação dos autores, fizeram suas considerações e perguntas. Os dois estiveram presentes na defesa de doutorado do professor Edimar e chamaram a atenção para o ineditismo da abordagem do livro – que não se limita à análise das publicações de Wittgenstein. O texto também resgata memórias daqueles que conviveram com ele e fatos que demonstram a face não escrita de sua obra. E tece relações e reflexões que demonstram as influências que sofreu, a partir de outros pensadores.

Os professores Bortolo Valle e Edimar Brígido, doutores em filosofia que integram o corpo docente da Faculdade Vicentina, convidam toda a comunidade acadêmica e os interessados em reflexões sobre moral e ética para o primeiro Café Filosófico de 2018, com o lançamento do livro Wittgenstein: a ética e a constituição do gênio. A atividade é aberta ao público e acontecerá no dia 16 de março, a partir de 9h30, no auditório da FAVI.

Elisabeth Anscombe, no texto Modern Moral Philosophy (1958), aponta para uma atitude tipicamente wittgensteiniana que corresponde a uma crítica e, ao mesmo tempo, uma rejeição às formas tradicionais de pensar a ética. A consequência mais radical desse procedimento pode ser percebida na exigência de “tornar-se um ser humano melhor”, realizando uma atividade sobre si mesmo, com a finalidade de se autoconstituir enquanto sujeito ético. Esse é o tema central da obra escrita pelos professores Bortolo e Edimar, que estarão disponíveis para conversar durante o lançamento.

O livro foi publicado pela Editora CRV, de Curitiba (PR).

 

Livro

Em Jesus, o humano e o divino resplandecem em sua beleza. Por isso, a Faculdade Vicentina organizou um curso sobre a Bíblia com ênfase na pessoa de Jesus, para que os participantes possam conhecer mais de perto este homem que não cessa de fascinar homens e mulheres de todos os tempos. E possam se aprofundar na interpretação dos textos sagrados e seus ensinamentos.

Ninguém como Jesus influenciou de forma tão profunda a história da humanidade. Hoje, depois de dois mil anos de sua morte, mais do que nunca Ele continua vivo dando direção e sentido à vida de bilhões de pessoas. É esta pessoa assim tão fascinante que é o foco da pós-graduação em Bíblia 1 da Faculdade Vicentina, que tem turma confirmada para 2018.

O curso foi criado para colaborar com a formação de leigos, religiosos e sacerdotes que desejam aprofundar seu conhecimento da Sagrada Escritura; de professores que atuam no campo do ensino religioso e da teologia; de formadores e formadoras que têm a missão de acompanhar o crescimento humano-espiritual de seus formandos; e de líderes de movimentos e agentes de pastoral que exercem papéis de formação e coordenação em suas comunidades.

Confira a mensagem do professor Matthias Grenzer (considerado um dos principais biblistas em atuação no Brasil) sobre este curso. Ele é doutor em teologia bíblica, coordenador dos programas de pós-graduação stricto sensu da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e colaborador dos cursos de pós-graduação da Faculdade Vicentina, em Curitiba (PR).

Inscrições
As inscrições ainda estão abertas. Os interessados podem se inscrever até o dia 13 de abril, quando inicia o segundo módulo do curso. Clique aqui e saiba mais sobre o conteúdo, o cronograma e como se matricular na pós-graduação em Bíblia 1 - ênfase em Jesus Cristo.

Mais informações pelo telefone (41) 3222-7716.

As salas de aula da Faculdade Vicentina foram tomadas pelo clima de descoberta e pela expectativa de muito aprendizado que as novas turmas de pós-graduação trouxeram consigo, nos dias 9 e 10 de março – primeiro final de semana de aulas dos cursos de Aconselhamento e Orientação Espiritual e de Bíblia 1, com ênfase em Jesus Cristo.

As turmas receberam as boas-vindas do professor Luiz Balsan, coordenador da pós-graduação e do curso de Filosofia da FAVI. Para muitos alunos, tratava-se de um reencontro com a instituição que já haviam conhecido na graduação ou em outros cursos de especialização.

Professor Matthias Grenzer recomenda cursos da FAVI

O professor Matthias Grenzer, considerado um dos principais biblistas em atuação no Brasil, deixou uma mensagem para as pessoas que desejam se aprofundar no estudo teológico e saber mais sobre modelos de fé, comportamento e convivência. Ele é doutor em teologia bíblica, coordenador dos programas de pós-graduação stricto sensu da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e colaborador dos cursos de pós-graduação da Faculdade Vicentina, em Curitiba (PR).

Na última sexta-feira (9 de março), iniciou o primeiro módulo do curso em Aconselhamento e Orientação Espiritual, com uma sala cheia e animada.

Confira o vídeo com o recado do professor Matthias:

Inscrições

As últimas vagas destas opções de pós-graduação (Aconselhamento e Bíblia 1) ainda podem ser preenchidas. Os interessados podem se inscrever até o dia 13 de abril, quando começa o segundo módulo dos cursos. Para mais informações, entre em contato pelo telefone: (41) 3222-7716.

 

“Alegria para mim é servir”, afirmou Dr. Pe. André Marmilicz, professor e ex-reitor da Faculdade Vicentina e pároco da Paróquia Santa Cândida, em entrevista para a Rede Vida, gravada na FAVI. Ao longo de 2017, a alegria continuará sendo um dos temas centrais da emissora de televisão.

A reportagem foi veiculada no JCTV desta terça-feira (6 de março).

Assista ao vídeo e saiba mais sobre a Alegria do Evangelho:


Clique aqui e confira também a reportagem veiculada pela Rede Vida sobre a formação de leigos e cursos da FAVI.

O JCTV, jornal diário da Rede Vida, veiculou nesta terça-feira (27 de fevereiro de 2018) uma reportagem sobre a importância da formação dos leigos e o papel que desempenham na sociedade. Dr. Pe. André Marmilicz, professor e ex-reitor da Faculdade Vicentina e pároco da Paróquia Santa Cândida, foi entrevistado pela repórter Taísa Eschterhoff e falou sobre os cursos de graduação, pós-graduação e documentos da Igreja que abordam a atuação dos leigos.

Confira a reportagem:



Clique aqui e veja também a reportagem que a emissora fez sobre a alegria do Evangelho.

Mais Artigos...