Com a chegada do mês de junho, junto chegam as festa juninas! A FAVI e o Centro Acadêmico, com sua nova direção “Aletheia”, promovem uma grandiosa Festa Junina que acontecerá na próxima sexta-feira, dia 23 de Junho de 2017, a partir das 9h30 da manhã.

Convidamos a toda a comunidade acadêmica para participar deste momento de alegria e de descontração.

Vamos ter muita música, comidas típicas, bebidas, guloseimas, concursos e várias brincadeiras: corrida do saco, corrida com ovo na colher e derrubando latas, etc.

Eleição da Rainha e do Rei do Milho 2017

Inscrições até quinta-feira, dia 22/06/2017 com Maria e Gian.

Prêmio: um jantar para uma pessoa no Restaurante Madalosso em Santa Felicidade.

Melhor Figurino

Os candidatos vão desfilar com um figurino de Rei e Rainha do e serão julgados pelos seguintes critérios: originalidade, criatividade, beleza, simpatia e coerência com o tema.

Show de Calouros

Teremos também um show de calouros. As inscrições podem ser feitas até o dia da festa.

Uma das disciplinas do curso de pós-graduação em Espiritualidade da Faculdade Vicentina é Inteligência espiritual. O módulo foi desenvolvido pelo professor Dr. Lademir Pietrich. Segue uma breve apresentação do tema feita pelo próprio professor.

A espiritualidade é algo inerente ao ser humano. Até o final do milênio anterior, a inteligência do ser humano foi medida basicamente em termos de Q.I. (Quociente Intelectual). Com a descoberta das Inteligências Múltiplas e seu posterior desdobramento em termos de Q.E. (Inteligência Emocional), o quadro da amplitude da inteligência humana foi sendo modificada. Atualmente, juntamente com o QI e o QE, uma nova dimensão da inteligência humana está ganhando espaço e se destaca como essencial para as questões fulcrais da existência humana; trata-se do QS (Inteligência Espiritual), o qual está diretamente ligado à capacidade de estar plenamente presente no aqui e agora, de atribuir significado à existência e de dimensionar a vida a partir de valores elevados e perenes.

A Faculdade Vicentina já formou quatro turmas de pós-graduação em espiritualidade na cidade de São Paulo, três turmas em Curitiba e atualmente duas turmas estão cursando.

A Faculdade Vicentina, tendo em vista a importância do momento atual em relação aos rumos de nosso país, em sintonia com a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e da CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil), adere à Paralisação Nacional convocada por movimentos sociais e centrais sindicais prevista para o dia 28 de abril de 2017 e convida toda a comunidade acadêmica a participar desta mobilização nacional.

A Faculdade Vicentina recebeu com satisfação a publicação da nota 04 na avaliação do seu curso de Teologia no ENADE 2015, o que reflete a seriedade com que as questões acadêmicas são desenvolvidas na Instituição.

Para a FAVI, a busca incessante pela excelência acadêmica em seus cursos de graduação e pós-graduação, passam pela determinação e planejamento de sua direção, pela qualidade do seu corpo docente, pelo empenho de sua equipe administrativa, mas sobretudo pela alegria e dedicação do seu corpo discente, sem os quais a faculdade não teria razão de ser.

Afim de cada vez mais integrar os estudantes e a instituição, neste dia 22 de março de 2017 foi realizado o tradicional passeio de confraternização promovido pelo Centro Acadêmico do curso de Filosofia, CAVIF. Em um local de natureza abundante na região metropolitana de Curitiba, os estudantes puderam desfrutar de momentos de descontração com boa música, boa conversa e até um mergulho nas gélidas piscinas de água mineral.

 

 

Pós-graduação em Curitiba forma profissionais para apoiar tratamento de pacientes de todas as idades

Pintura, desenho, dança e outras formas de arte, além de entretenimento e beleza, são ferramentas importantes na área de saúde, inclusive no combate à depressão. "Associada a outros tratamentos, a Arteterapia amplia os horizontes e a consciência de sujeitos em situação de vulnerabilidade, sejam eles portadores de sofrimento mental, moradores de asilos ou de instituições para menores, doentes com câncer, HIV, dependentes químicos, vítimas de violência e outros", explica a psicóloga Otília Rosângela Souza, coordenadora do curso de pós-graduação lato sensu em Arteterapia, que está sendo oferecido em Curitiba pela Faculdade Vicentina.

A psicóloga mineira, que é também arteterapeuta e Conselheira da União Brasileira de Associações de Arteterapia, destaca que a arte associada à terapia é aplicada individualmente ou em grupos, em instituições públicas e privadas, auxiliando crianças, adolescentes, adultos e idosos que precisam de auxílio para resgatar a saúde física, psíquica e o bem-estar junto à sociedade.

O curso de 19 meses é dirigido a profissionais das áreas de saúde, educação, artes e ciências humanas. Oferecido já há dez anos em Belo Horizonte pelo Centro de Atividades Integrarte, ele se propõe a formar especialistas em diagnóstico, planejamento, implantação e avaliação em Arteterapia, empregando técnicas integrativas nas interfaces da saúde, educação, comunicação e social.
Baleia Azul

Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta cerca de 340 milhões de pessoas e causa 850 mil suicídios por ano em todo o mundo. No Brasil, são cerca de 13 milhões de depressivos. Nenhuma pessoa está livre de sofrer este terrível mal, que acaba de ganhar destaque por duas razões principais: o filme "13 reasons why", em livre tradução "Os 13 porquês", que aborda as razões que teriam levado ao suicídio uma adolescente americana, e o jogo "Baleia Azul", que alicia jovens pela internet propondo desafios que incluem automutilação e culminam com suicídio.

Em abril, as autoridades de saúde notificaram a entrada de sete adolescentes em unidades de saúde com sinais de envolvimento com o jogo..
"A depressão pode afetar crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos de toda e qualquer condição social. Uma das mais graves consequências é o suicídio, que ocorre quando a pessoa não acredita em uma saída e, dominada pelo desespero, que acredita não ter fim, limita a vida orgânica, imaginando, com isto, que irá se libertar da dor. É nestes casos que a arteterapia apresenta excelente resultado", observa Otília.

A produção das imagens durante as sessões é um caminho para a liberação de conteúdos internos conflitantes, o que possibilita alívio do sofrimento mental. Através deste trabalho o paciente pode encontrar força moral para enfrentar as vicissitudes inerentes à própria vida.

"Sabemos que, quaisquer que sejam suas origens, a depressão geralmente instala-se a partir das disposições íntimas e conforme a maneira que se enfrentam os desafios da existência. A arteterapia possibilita o autoconhecimento e o resgate da energia psíquica, o que resulta na alegria de viver. A experiência tem demonstrado que não há depressão que resista ou se instala em um 'coração risonho', plugado em um cérebro disposto a justificar sua existência com o exercício da razão."

O arteterapeuta

A pós-graduação em Arteterapia visa a capacitar com instrumental teórico, prático e multidisciplinar, uma prática profilática e terapêutica centrada na arte, integrando as abordagens clínica, escolar, cultural e social.

O objetivo do curso é formar especialistas em diagnóstico, planejamento, implantação e avaliação em Arteterapia, empregando técnicas integrativas nas interfaces da saúde, da educação, da comunicação e do social.

A proposta é embasar a atuação arteterapêutica em conhecimentos, sentimentos e habilidades que focalizem a realização do ser humano, qualquer que seja o nível de desenvolvimento em que se encontre.

A Arteterapia pode ser aplicada em empresas ou instituições. Neste caso, o trabalho visa o desenvolvimento da criatividade, do potencial pessoal e a diminuição do stress. Em escolas, trabalha o desenvolvimento da criatividade, e o processo que o criar envolve: medo da expressão, do julgamento, ansiedade, auto-estima, segurança em grupo, entendendo melhor o cliente e ajudando-o no processo do autoconhecimento e equilíbrio interior.

Em consultório, o profissional vai trabalhar com o processo criativo e o produto da expressão.

Estrutura do curso

Fundamentos da Arteterapia
Fundamentos da Arte
Linguagens e Práticas em Arteterapia
Fundamentos Psicológicos e Psicossociais Ética e Postura Terapêutica Arteterapia e Saúde Mental. Psicopatologia. Psicossomática Didática e Produção Científica Estágio Supervisionado

As aulas são realizadas em um fim de semana a cada mês, na Faculdade Vicentina (Favi) - Avenida Jaime Reis, 531 A, São Francisco -, aos sábados, das 8h às 18h, e aos domingos, das 8h às 12h.


O curso tem duração de 19 meses e carga horária de 520 horas/aula. Os alunos recebem um kit de artes para o curso.
Os interessados devem preencher a ficha de inscrição disponível no site da Integrarte (www.integrarte.clm.br) e enviá-la para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As inscrições ainda estão abertas e há descontos especiais para as matrículas e mensalidades. Há opções de parcelamento em até 26 vezes.

Quem é Otília Rosângela de Souza

Coordenadora da Pós-Graduação em Arteterapia Psicóloga (CRP 12183-4), arteterapeuta, presidente da Integrarte Centro de Atividades, presidente e membro fundador da Associação Mineira de Arteterapia, especialista em reabilitação em geriatria e gerontologia, pós-graduada em Neuropsicologia, mestre em criatividade pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha), membro honorário da Sociedade Portuguesa de Arteterapeutas, membro do conselho diretor da União Brasileira de Associações de Arteterapia, autora do livro: "Longevidade com criatividade - Arteterapia com idosos", professora do curso de pós-graduação em Arteterapia do NAPE-São José dos Campos - SP, professora e coordenadora da pós-graduação em Arteterapia da Integrarte - Centro de Atividades e ex-diretora do Hospital Psiquiátrico Espírita André Luiz.

Ao vivenciarmos esta semana que precede a Páscoa, somos convidados a desacelerar nossas atividades e entrar num estado de contemplação da centralidade da nossa Fé: a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus O Cristo. Foram quarenta dias, um tempo litúrgico que recorda a caminhada do deserto, na qual o povo de Israel teve que aprender a confiar somente em Deus. É para nós um tempo de repensar as verdades sobre as quais alicerçamos nossas ações e que, na maioria das vezes não nos permitem experimentar a verdadeira alegria da Ressurreição e deixar nascer a esperança de uma nova vida que nasce a partir das renúncias, sacrifícios, penitencias, orações e práticas caritativas.

Ao voltarmos a rememorar a cena-mãe de nossa fé, somos convidados a fazer a caminhada com o Senhor e perceber os pequenos detalhes do seu dia-a-dia que escapam dos nossos olhares poucos acostumados. Seus dias de conflitos com as forças contrarias ao Reino, suas escapadas no entardecer de cada dia da cidade de Jerusalém para ficar perto dos que amava, as falas duras e provocativas, sua coragem de virar a mesa e mostrar o que o Pai espera de sua casa, a alegria na Ceia e do Lava-pés, suas palavras fortes e doces ditas a Pedro, a tentativa de salvar a Judas, a grandeza de sua angustia da noite no Horto das Oliveiras e coragem de se entregar com uma única certeza: Deus não me abandonará!
Talvez tudo isto escapa de nossa compreensão como a fumaça de tantos incensos e ficamos nos perguntado: Como podemos manter unidos o plano de Deus e as escolhas humanas?

A alegria do Exulte Pascal contado em cada comunidade no sábado Santo faz ressoar em todo o mundo a vitória de um Rei anunciado, a vitória da luz, da vida. Cantar ao Pai de todo coração e celebrar seu Filho Jesus Cristo, que nos resgata marcando nossos corações, colocando a humanidade no caminho do amor de Deus, despertando pela graça vivificante do Espirito do Ressuscitado derramado sobre a comunidade reunida um único desejo, fazer desta noite uma noite de alegria verdadeira que une novamente o céu e a terra inteira.

Desejamos a toda a comunidade acadêmica e nossos parceiros uma feliz e Santa Páscoa!!

A Faculdade Vicentina, em parceria com a Pastoral da Aids da arquidiocese de Curitiba, está organizando um simpósio a ser realizado no dia 09 de março às 9:30hs. O evento, que terá a participação de toda a comunidade acadêmica da Favi, é aberto ao público, sem qualquer custo. Na abordagem ao tema se entrecruzam as perspectivas acadêmica e pastoral.

O simpósio contará com a presença da Dra. Clélia Peretti (PUC PR); do padre Danilo Pena, coordenador da pastoral da Aids da arquidiocese de Curitiba; da enfermeira Maria Alba de Oliveira (servidora do Hospital de Clínicas de Curitiba e fundadora do Grupo de Adesão do HC) e da Sra. Nair (coordenadora da Pastoral da Aids do Regional Sul II - Paraná).
Desde já, sejam todos bem-vindos.

Mais Artigos...