Na função de reitor da Faculdade Vicentina, convido toda a comunidade para a celebração inaugural do ano acadêmico 2017 a ser realizada na igreja São Vicente de Paulo, rua Jaime Reis, 531 - Curitiba.
A Missa acontece na próxima quarta-feira, dia 08 de fevereiro de 2017, com início previsto para as 9 horas, presidida pelo atual visitador da Congregação da Missão Província do Sul, Pe. Odair Miguel G. dos Santos, nos introduzirá no jubileu de ouro do curso de filosofia desta instituição e na celebração dos 400 anos da Congregação da Missão.
Após a missa, todos estão convidados para a aula inaugural que será ministrada pelo prof. Dr. Bortolo Valle. 
Desde já, sejam todos muito bem-vindos.
Pe. André Marmilicz

No dia 09 de dezembro de 2016, aconteceu a solenidade de formatura dos alunos do curso de Bacharelado em Filosofia da Faculdade Vicentina. A primeira parte da cerimônia aconteceu na Igreja São Vicente de Paulo, anexa à FAVI, com a missa presidida pelo Bispo de São José dos Pinhais, Dom Francisco Carlos Bach e concelebrada pelo Diretor Geral da Faculdade Vicentina, Dr. Pe. André Marmilicz, e demais padres representantes das diversas instituições que fazem parte da “família FAVI”.

O segundo momento foi reservado ao rito da formatura em si, que ocorreu no salão nobre da própria FAVI. O ritual da formatura iniciou-se com a chamada nominal dos formandos e a composição da mesa. Entre os tradicionais discursos, estava o do nome de turma de 2016, Prof. Dr. Bortolo Valle, que entre outras coisas enfatizou o compromisso do filósofo com a Vida, o Conhecimento e a Verdade.

Para coroar este momento singular na vida dos formandos foi servido um farto coquetel, acompanhado de boa música e da presença ilustre dos familiares e amigos.

Parabéns bacharéis em Filosofia!

ANDRÉ LUIZ CAMARGO DE CARVALHO
ANTONIO CLAUDIO SIQUEIRA DOS SANTOS
CLEITON FROEHNER
EDERSON DE ASSIS MONTE
EDNELSON BISERRA DA SILVA
EDVALDO CORDEIRO DA SILVA
EVILÁSIO AMORIM DE OLIVEIRA
FABIANO DE LIMA
FABIO BRANDAO SILVA
LUDJERO MARTINS RIBEIRO
LUIS RODRIGO LOPES
MARCOS HENRIQUE DA SILVA NUNES
MARCOS LEOPOLDO BARBOSA
MOISÉS VALÉRIO ESTEVES SILVA
PEDRO FÉLIX RODRIGUES DE MATOS
WILLIAM GINELI

A convalidação é o ato pelo qual uma Instituição de nível superior, devidamente credenciada junto ao Ministério de Educação e Cultura (MEC), confere o diploma, reconhecendo assim a validade do curso livre de Teologia, a seu tempo, cursado junto a uma Instituição não reconhecida.

Para o próximo Processo Seletivo, a Faculdade Vicentina oferece dois cursos: Bacharelado em Filosofia (matutino) e Bacharelado em Teologia (matutino e noturno).
A FAVI prima pela qualidade de seus cursos, contando com um corpo docente altamente qualificado e com longa experiência e tradição no campo acadêmico.

 

VESTIBULAR FILOSOFIA 2017

VESTIBULAR TEOLOGIA 2017

Agende seu vestibular pelo telefone (041) 3222-7716
até dia 17 de fevereiro de 2017.

 

"A autoconstituição do sujeito ético em Wittgenstein"

Esse foi o tema apresentado pelo professor Edimar Brígido no XVII Congresso Nacional de Filosofia - Anpof -, realizado na cidade de Aracaju, capital sergipana, entre os dias 17 e 21 de outubro. Esse é o maior evento filosófico no Brasil, reunindo professores e estudantes de diferentes correntes de pensamento.
O encontro é uma oportunidade de diálogo entre pesquisadores de áreas afins, o que promove a interação entre os diversos cursos de Filosofia espalhados pelo país.

"Para além das teorias tradicionais da ética, a intenção de Wittgenstein aponta para uma dimensão ainda pouco explorada: a autoconstituicão do sujeito ético. Em momentos de crise política e social, como estamos vivendo no Brasil, a filosofia wittgensteiniana se revela significativa frente aos desafios contemporâneos; mais do que falar sobre ética, o ideal é tornar-se um sujeito ético", ressalta o professor Edimar.

Como é bom recordar a nossa infância, sobretudo, se ela deixou marcas positivas em nossa vida. A relação com os nossos pais, os nossos primeiros educadores; a alegria de termos irmãos com os quais brincávamos e tantas vezes brigávamos, mas sempre num clima muito livre e descontraído; os amigos de escola, de futebol, os primeiros amigos que jamais serão esquecidos. E nesse meio, como esquecer aqueles que foram os nossos primeiros mestres, os professores da escola de primário? Serei eternamente grato a eles, pois foi ali que aprendi as primeiras letras do alfabeto, as palavras, frases e textos. Aprendi a tabuada, a somar e dividir, a conhecer o mundo através de livros de história, geografia, romances, enfim, aprendi a estar em outro lugar através da mente, do pensamento, de autores que me ensinaram a me deslocar no espaço, abrindo os horizontes para novas realidades.


Recordar a infância para mim é debruçar-se neste universo tão peculiar, tão especial que se encontra naquele espaço específico que é a escola do meu interior. Serei eternamente grato aos professores que me alfabetizaram e me orientaram na sublime arte de conhecer, aprender, ser e conviver. Porque ali se aprendia a respeitar o próximo, a viver como colegas que se ajudam e se aprendia também a ler, calcular e a escrever. Saudades daqueles tempos que foram determinantes para que no futuro eu pudesse avançar no conhecimento e transpor barreiras intelectuais quase que inimagináveis para um menino do interior. Foram eles que me fizeram acreditar no meu potencial e de tantos outros colegas que avançaram e venceram tantos obstáculos graças àquela escolinha do interior.


Professor é alguém muito especial, porque se não fosse ele, o mundo seria carente de todo tipo de conhecimento, de avanços nas diversas áreas, na tecnologia, na ciência, na arte de relacionar-se e conviver pacificamente neste planeta terra. É graças a ele que se formam os engenheiros, os médicos, os dentistas, os advogados, os filósofos, os sacerdotes e todos os profissionais nas incontáveis áreas exatas ou humanas. O que seria do mundo sem o professor? E pensar que esse ser tão extraordinário tantas vezes não tem o devido reconhecimento da sociedade!
Na escolinha do interior o professor sempre foi uma espécie de referência, pautada no respeito e na credibilidade. A palavra do professor tinha força e importância impar na arte de ensinar e de educar. Nas marcas do tempo que passa, terei sempre vivo na memória as primeiras lições, o carinho e a ternura dos meus mestres da escolinha do interior. A eles, minha eterna gratidão, pois sem eles, eu não teria esse enorme prazer de escrever, de ler e de ensinar, arte que procuro desenvolver na minha vida como um verdadeiro ministério.
Nesse dia dedicado aos professores, os mestres na arte de ensinar, os sinceros parabéns. No contexto atual ser professor tornou-se uma arte muito mais difícil e exigente. Em muitos lugares os professores são verdadeiros heróis, pois lhes falta tudo e, sobretudo, o respeito e a valorização dos poderes públicos. A educação deveria ser a prioridade número um de todos os governos sérios e transparentes. Infelizmente, não é isso que assistimos ao longo da nossa história.


Aos mestres, com carinho, o reconhecimento e a profunda gratidão. Na sublime arte de ensinar e de educar, vocês são simplesmente insubstituíveis e imortais. Parabéns.

Mais Artigos...