1ª monografia do curso de Teologia é apresentada na ilustre presença da Dra. Jacinta Turolo

Convicta da importância de estudar a temática da dor e do sofrimento humano, que esta pesquisa monográfica pautou-se em refletir o papel da pessoa como artífice da questão do sofrimento enquanto mistério, tendo por base o pensamento de Edith Stein e Karol Wojtyla, ícones na forma de interagir e suportar seus próprios sofrimentos e de estar ao lado daqueles que sofrem. A dor e o sofrimento humano constituem-se como incógnita frente à realidade do homem pós-moderno. Desta forma, percebe-se que a dor sofrida pelo ser humano, constitui-se um processo no qual a pessoa integra-se e se descobre mais humana e finita. A sociedade pós-moderna em suas estruturas bem firmada, e dotada de avanços técnicos e científicos, não consegue transpor a barreira da dor e do sofrimento humano. O sofrimento por si só, imprime um caráter sobrenatural e humano à realidade do sofrer. Sobrenatural porque esbarra na questão mistérica, a qual o homem não tem pleno acesso e humano porque é a partir desta realidade que o homem aceita a si mesmo, com sua humanidade, sua dignidade. Stein e Wojtyla, sensibilizados com a pessoa desenvolveram suas pesquisas neste campo tão árduo e complexo que é a compreensão do homem enquanto pessoa, perpassada de capacidades, sonhos, lutas, dinamicidade, e coragem para encarar sua dor e sofrimento de frente.