O Curso de Bacharelado em Teologia, reconhecido pelo MEC, oferece uma sólida reflexão sobre temas pertinentes à vivência da fé no mundo contemporâneo, fundamentada na Palavra de Deus e na Tradição da Igreja. 

O Curso de Teologia da Faculdade Vicentina é aberto a todos que possuem Ensino Médio completo, sejam leigos ou religiosos.

Data do Vestibular: 04 de Julho de 2017 (terça-feira) às 08h00.

 

 

 

 

SAIBA MAIS:

Informações gerais - Teologia

Grade Horária Teologia

Matriz Curricular - Teologia por Eixos

Investimento - Teologia

 

 

No dia 18 de abril de 2017, nas dependências da Faculdade Vicentina, foi realizada a eleição para o novo corpo diretivo do Centro Acadêmico da Instituição. A votação aconteceu de maneira tranquila e contou com a participação da ampla maioria dos discentes, que optaram pela aceitação da única chapa inscrita no pleito.
A posse na nova diretoria será realizada no dia 05 de maio no hall de entrada da FAVI.
O Centro Acadêmico da FAVI sempre teve papel preponderante nas decisões tomadas pela instituição, pois acredita-se que a participação ativa dos estudantes nas diversas instancias da IES resulta sempre na melhoria da qualidade de ensino, o que vem sendo comprovado anualmente através dos diversos índices divulgados pelo MEC.
Neste momento tão conturbado pelo qual passa o nosso país, é dever dos novos dirigentes do Centro Acadêmico discutir ações para que cada vez mais o ambiente acadêmico seja um local de discussões que objetivem um agir ético coerente com os princípios democráticos e cristãos.

Ao novo Centro Acadêmico, desejamos muito trabalho e coragem para vencer os desafios que surgirem.

Presidente: Alex Júnior Sousa de Sousa
Vice Presidente: Adriano Silva de Souza
Secretário Geral: Maria Ernestina Amaral Jambersi
1º Secretário: Carlos Gian Rimovicz
Tesoureiro Geral: Alef Renan dos Santos
1º Tesoureiro: Eduardo Lima dos Santos
Conselheiros: Felipe França e Rocildo.

Pós-graduação em Curitiba forma profissionais para apoiar tratamento de pacientes de todas as idades

Pintura, desenho, dança e outras formas de arte, além de entretenimento e beleza, são ferramentas importantes na área de saúde, inclusive no combate à depressão. "Associada a outros tratamentos, a Arteterapia amplia os horizontes e a consciência de sujeitos em situação de vulnerabilidade, sejam eles portadores de sofrimento mental, moradores de asilos ou de instituições para menores, doentes com câncer, HIV, dependentes químicos, vítimas de violência e outros", explica a psicóloga Otília Rosângela Souza, coordenadora do curso de pós-graduação lato sensu em Arteterapia, que está sendo oferecido em Curitiba pela Faculdade Vicentina.

A psicóloga mineira, que é também arteterapeuta e Conselheira da União Brasileira de Associações de Arteterapia, destaca que a arte associada à terapia é aplicada individualmente ou em grupos, em instituições públicas e privadas, auxiliando crianças, adolescentes, adultos e idosos que precisam de auxílio para resgatar a saúde física, psíquica e o bem-estar junto à sociedade.

O curso de 19 meses é dirigido a profissionais das áreas de saúde, educação, artes e ciências humanas. Oferecido já há dez anos em Belo Horizonte pelo Centro de Atividades Integrarte, ele se propõe a formar especialistas em diagnóstico, planejamento, implantação e avaliação em Arteterapia, empregando técnicas integrativas nas interfaces da saúde, educação, comunicação e social.
Baleia Azul

Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta cerca de 340 milhões de pessoas e causa 850 mil suicídios por ano em todo o mundo. No Brasil, são cerca de 13 milhões de depressivos. Nenhuma pessoa está livre de sofrer este terrível mal, que acaba de ganhar destaque por duas razões principais: o filme "13 reasons why", em livre tradução "Os 13 porquês", que aborda as razões que teriam levado ao suicídio uma adolescente americana, e o jogo "Baleia Azul", que alicia jovens pela internet propondo desafios que incluem automutilação e culminam com suicídio.

Em abril, as autoridades de saúde notificaram a entrada de sete adolescentes em unidades de saúde com sinais de envolvimento com o jogo..
"A depressão pode afetar crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos de toda e qualquer condição social. Uma das mais graves consequências é o suicídio, que ocorre quando a pessoa não acredita em uma saída e, dominada pelo desespero, que acredita não ter fim, limita a vida orgânica, imaginando, com isto, que irá se libertar da dor. É nestes casos que a arteterapia apresenta excelente resultado", observa Otília.

A produção das imagens durante as sessões é um caminho para a liberação de conteúdos internos conflitantes, o que possibilita alívio do sofrimento mental. Através deste trabalho o paciente pode encontrar força moral para enfrentar as vicissitudes inerentes à própria vida.

"Sabemos que, quaisquer que sejam suas origens, a depressão geralmente instala-se a partir das disposições íntimas e conforme a maneira que se enfrentam os desafios da existência. A arteterapia possibilita o autoconhecimento e o resgate da energia psíquica, o que resulta na alegria de viver. A experiência tem demonstrado que não há depressão que resista ou se instala em um 'coração risonho', plugado em um cérebro disposto a justificar sua existência com o exercício da razão."

O arteterapeuta

A pós-graduação em Arteterapia visa a capacitar com instrumental teórico, prático e multidisciplinar, uma prática profilática e terapêutica centrada na arte, integrando as abordagens clínica, escolar, cultural e social.

O objetivo do curso é formar especialistas em diagnóstico, planejamento, implantação e avaliação em Arteterapia, empregando técnicas integrativas nas interfaces da saúde, da educação, da comunicação e do social.

A proposta é embasar a atuação arteterapêutica em conhecimentos, sentimentos e habilidades que focalizem a realização do ser humano, qualquer que seja o nível de desenvolvimento em que se encontre.

A Arteterapia pode ser aplicada em empresas ou instituições. Neste caso, o trabalho visa o desenvolvimento da criatividade, do potencial pessoal e a diminuição do stress. Em escolas, trabalha o desenvolvimento da criatividade, e o processo que o criar envolve: medo da expressão, do julgamento, ansiedade, auto-estima, segurança em grupo, entendendo melhor o cliente e ajudando-o no processo do autoconhecimento e equilíbrio interior.

Em consultório, o profissional vai trabalhar com o processo criativo e o produto da expressão.

Estrutura do curso

Fundamentos da Arteterapia
Fundamentos da Arte
Linguagens e Práticas em Arteterapia
Fundamentos Psicológicos e Psicossociais Ética e Postura Terapêutica Arteterapia e Saúde Mental. Psicopatologia. Psicossomática Didática e Produção Científica Estágio Supervisionado

As aulas são realizadas em um fim de semana a cada mês, na Faculdade Vicentina (Favi) - Avenida Jaime Reis, 531 A, São Francisco -, aos sábados, das 8h às 18h, e aos domingos, das 8h às 12h.


O curso tem duração de 19 meses e carga horária de 520 horas/aula. Os alunos recebem um kit de artes para o curso.
Os interessados devem preencher a ficha de inscrição disponível no site da Integrarte (www.integrarte.clm.br) e enviá-la para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As inscrições ainda estão abertas e há descontos especiais para as matrículas e mensalidades. Há opções de parcelamento em até 26 vezes.

Quem é Otília Rosângela de Souza

Coordenadora da Pós-Graduação em Arteterapia Psicóloga (CRP 12183-4), arteterapeuta, presidente da Integrarte Centro de Atividades, presidente e membro fundador da Associação Mineira de Arteterapia, especialista em reabilitação em geriatria e gerontologia, pós-graduada em Neuropsicologia, mestre em criatividade pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha), membro honorário da Sociedade Portuguesa de Arteterapeutas, membro do conselho diretor da União Brasileira de Associações de Arteterapia, autora do livro: "Longevidade com criatividade - Arteterapia com idosos", professora do curso de pós-graduação em Arteterapia do NAPE-São José dos Campos - SP, professora e coordenadora da pós-graduação em Arteterapia da Integrarte - Centro de Atividades e ex-diretora do Hospital Psiquiátrico Espírita André Luiz.

A Faculdade Vicentina tem, atualmente, diversos cursos de Pós-graduação em andamento. Para o ano de 2017, oferece novas turmas em Catequética, na cidade de Curitiba, e em Espiritualidade em Curitiba e em São Paulo. O início está previsto para o mês de março e as inscrições já estão abertas. Contando com um corpo docente altamente  especializado, a Faculdade Vicentina se destaca pela qualidade dos cursos que oferece.

A Faculdade Vicentina vem ao encontro da sensibilidade do homem contemporâneo e dos desafios da evangelização, confirmando mais uma edição do curso de pós-graduação em Espiritualidade. O curso, apresentado pela primeira vez em 2008, já formou quatro turmas na cidade de Curitiba e outras quatro na cidade de São Paulo. O curso inicia no dia 17 de março e as inscrições continuam abertas. Os módulos são realizados uma vez por mês na sexta à noite e sábado. Para uma visão mais completa do curso veja.

O Conceito é um indicador de qualidade calculado com base no desempenho dos estudantes concluintes dos cursos de graduação no Enade. Na escala de 1 a 5, a teologia da Faculdade Vicentina alcançou nota 4, o que revela o alto nível do curso. Parabéns à coordenação, aos professores e a toda a comunidade acadêmica por oferecer aos alunos uma formação teológica  de alto nível colocando, mais uma vez,  nossa Instituição entre as melhores de nossa Cidade e de nosso Estado.

O fim de ano se aproxima e com ele mais uma etapa vencida em nossa vida. Um ano difícil e carregado por tantos desgastes políticos, desemprego, corrupção, mortes, por outro lado, por tantas lutas, sede de acertos e desejo de superação. Tanta coisa vai ficando para trás como lembrança de um passado que deixou tantas marcas positivas e tantas outras negativas. O importante é que chegamos ao seu final, e poderemos brindar, na virada do ano, as coisas boas e nem tão boas que ficaram pelo meio do caminho. A vida é assim mesmo, pois nem tudo acontece do jeito que nós desejamos e esperamos.

Na corrida de São Silvestre ou então na maratona, todos correm, mas um só é o vencedor. Na verdade, o importante não é vencer, mas é competir e chegar ao final. A verdadeira corrida é aquela na qual os corredores chegam até a bandeirada final, não importando o lugar que chegaram. Vimos tantas cenas maravilhosas de corredores na maratona que conseguiram atravessar a linha de chegada, plenamente exaustos, mas a grande conquista foi terem chegado e não desistido no meio do caminho. Assim também na corrida São Silvestre onde milhares de corredores, a maioria desconhecidos, decidem competir tendo como único objetivo chegar até o final, não importando em absoluto o lugar na chegada.

Assim como na prova de São Silvestre e na maratona, a vida é uma verdadeira corrida, onde todos nós lutamos não para sermos os primeiros, mas para vencermos os obstáculos diários. Quantas surpresas negativas ao longo desse ano, quantos desafios enfrentados, quantas barreiras superadas, e é exatamente isso que nós queremos comemorar neste final de ano. Não lutamos para sermos os primeiros, mas para darmos conta todos os dias de tantos compromissos, de tantas exigências familiares, comunitárias e em nossos trabalhos. Na medida em que transpomos tantas situações conflituosas, nos sentimos vencedores, nos animamos e sentimos que somos capazes de enfrentar outras situações similares que surgirem ao longo do caminho.

Na estrada da vida, assim como um corredor ou um maratonista, almejamos o ponto final. A grande vitória está em ultrapassar a linha da chegada, desgastado, exausto, quase sem energias, mas plenamente realizado porque valeu o esforço. Com certeza, ao longo do trajeto passaram filmes pela cabeça, inclusive teve momentos que o desejo era parar e abandonar a prova. No entanto, a determinação e a garra fizeram com que continuasse mesmo que fatigado, cansado, mas com um único objetivo em mente: chegar até o final.

Assim é a nossa vida cotidiana, com suas lutas, dificuldades, momentos difíceis e exigentes. Tem vezes que tendemos a sucumbir, a abandonar o barco, a largar tudo, mas de repente tiramos forças não sabemos de onde e prosseguimos sempre em frente. O importante não é ser o primeiro, mas não desanimar, não desistir, mas renovar diariamente o desejo de continuar, tendo como meta, cruzar a linha de chegada.

São Paulo, no final de sua vida, nos dá um exemplo de vencedor quando nos diz: combati o bom combate; venci a batalha; mereço a coroa da glória. Ele pode falar assim, pois teve uma vida muito complicada, feita de tantas prisões, perseguições, surras, mas permaneceu fiel até o fim. A seu exemplo, continuemos firmes na corrida diária, e assim como os maratonistas continuemos firmes até o fim, não importando a ordem da chegada.

 

Padre André Marmilicz

Reitor da Faculdade Vicentina

Mais Artigos...